10 Dicas para ter a melhor hospedagem de site (você não pode ignorar a #6)

13 Flares Twitter 0 Facebook 8 LinkedIn 5 Google+ 0 13 Flares ×

 

hospedagem de sites

Ter um site é indispensável para aumentar a visibilidade da sua empresa. Podemos ver o site como a porta de entrada da sua empresa na Internet.

Antes de escolher uma empresa de hospedagem, pesquise muito sobre ela. O site da sua empresa é a vitrine que vai expor o seu nome para o mundo inteiro.

Assim como a porta da sua empresa deve estar apresentável, o seu site também deve estar. Além de ter um bom design e conteúdo de qualidade, ele também deve carregar em tempo hábil.

Quer irritar os seus visitantes virtuais? Deixe seu site lento!
Quer irritar os seus visitantes virtuais? Deixe seu site lento!

 

Aqui estão 5 razões para você ser cauteloso na escolha da sua hospedagem de site:

  • Testes de usabilidade têm mostrado que o usuário está disposto a esperar, em média, no máximo, 8.6 segundos antes de abandonar um site.
  • A expectativa de seus visitantes é alta: 47% dos consumidores esperam que uma página carregue em 2 segundos ou menos.
  • 40% das pessoas abandonarão um site que demora mais que 3 segundos para carregar.
  • 1 segundo de atraso (ou 3 segundos de espera) diminui a satisfação do consumidor em, aproximadamente, 16%.
  • Se um site de e-commerce ganha 100 mil dólares por dia, um segundo de atraso na página pode custar 2.5 milhões de dólares em perdas de vendas todos os anos.

 

Com as dicas que você vai ler agora, você saberá como escolher a melhor hospedagem de site para sua empresa.

Parece interessante? Continue lendo esse artigo para saber escolher uma boa hospedagem e não ter um site lento que vai espantar seus visitantes!

 

Escolhendo a melhor hospedagem de site.

Dica 1. Planeje o seu Site

planeje-seu-site

Antes de fazer qualquer escolha, você precisa saber exatamente como será o seu site e o que será necessário para que ele saia do papel.

Planeje com cuidado a estrutura da página, o conteúdo e a tecnologia a ser utilizada. Haverá um banco de dados? Será uma loja virtual? Vai ter muitas imagens? Quantos visitantes você vai receber por mês? Meu público alvo são apenas Brasileiros?

Quando você tiver a ideia final de como será a sua página, pense no longo prazo. Não tenha medo de ser ambicioso. O importante é ver como você pretende fazer o site crescer e alinhar sua expectativa com os serviços oferecidos pelo provedor. Vários deles permitem migrar para um plano com mais recursos.

Dica 2. Mensure o Espaço em Disco Necessário.

espaco-disco

Os arquivos e imagens do seu site ocupam um espaço considerável dentro de uma hospedagem. Saber de quanto espaço vai precisar e mensurar o crescimento é primordial.

Se você utiliza WordPress em seu site, saiba que com o passar do tempo ele vai “engordando” e utilizando mais espaço.

Como cada caso é um caso, e tudo depende do tamanho do seu site, começar com um espaço menor e depois aumentá-lo é um caminho.

Veja se a  hospedagem oferece migração para planos mais robustos.
É valido verificar também se o espaço usado na hospedagem do site é compartilhado com a hospedagem de e-mail.

Para aprender a escolher sua hospedagem de e-mails clique aqui.

Dica 3. Saiba o Tamanho da Largura de Banda

velocidade

 

A largura de banda é a velocidade da conexão do seu site com a Internet. Não é segredo para ninguém que os usuários, sobretudo os orgânicos, preferem as páginas que carregam mais rápido e até os mecanismos de busca as preferem, logo é um fator que deve ser levado muito em conta.

Afinal, quem é que gosta de um site lento?

Você pode testar a velocidade do carregamento do seu site utilizando essas duas ferramentas abaixo:

  • PageSpeed – Essa ferramenta da Google verifica a velocidade do carregamento do seu site e simula um acesso através de um desktop e através de um dispositivo móvel. E no final da análise, ele te dá dicas de como resolver problemas no carregamento.
  • Pingdom – Essa ferramenta testa a velocidade e o tempo de carregamento do seu site. Ao final da análise ele dá uma nota pra o seu site, te mostra um gráfico representando o tempo de carregamento de cada elemento da sua página e faz um comparativo com todos os outros sites da internet.

Dica 4. Verifique se Existe Limite de tráfego

Velocidade

Cada acesso que seu site recebe é consumida uma quantidade de dados. Essa quantidade de dados está diretamente ligada ao “peso” do seu site. Quanto maior o “peso” do site, maior o consumo de dados.
Algumas hospedagem de site impõe um limite para essa quantidade de dados.

Esse limite é chamado de Limite de tráfego e quando ele é atingido, seu site fica inacessível.

É quase impossível mensurar com exatidão de quanto de limite de tráfego seu site vai precisar. Para isso deveríamos saber quantas visitas seu site vai receber por dia e depois multiplicar o “peso” do site pelo número de visitas.

Como o número de visitas dos sites variam, fica inviável ficar fazendo essa conta.
O ideal é ter um grande limite (ou não ter) que condiz com o número de visitas que você espera receber.

Lembra do planejamento? Pois é!

Se você tem outras coisas para se preocupar, saiba que existe uma excelente solução para você. Veja aqui

Dica 5. Controle sobre o servidor

Controle sobre o servidor

Se você precisar instalar algo específico em seu site, apenas o console administrativo do seu site pode não ser suficiente.

Se você ou seu Analista de TI precisar de acesso direto ao servidor, sua hospedagem dará esse acesso? Existem alguns problemas que só tem solução com acesso direto.

Pode ser que você nunca precise de acesso ao servidor, mas se vc pensa em rodar alguma aplicação específica em seu site, provavelmente vai precisar de acesso direto.

Dessa forma, é bom saber essa informação antes de resolver instalar algo específico no seu site.

Se precisar de ajuda, pode contar com a nossa consultoria especializada.

Dica 6. Disponibilidade

uptime

A disponibilidade para mim é o requisito número #1, o ponto mais importante. É ela que diz se seu site vai ficar 100% do tempo funcionando ou não.
Antes de escolher sua hospedagem de site, pelo amor de Deus, saiba qual é a disponibilidade que ela te oferece.

E não tenha surpresas vindas de uma queda nos servidores da hospedagem ou as famosas e frequentes”manutenções preventivas de emergência” que só ocorrem justamente quando você mais precisa de seu site online.

Imagina você em uma apresentação de seus novos produtos e quando você for exibi-los em seu site, descobre que ele está offline.

Você terá vontade de fazer como essa avestruz.
Você terá vontade de fazer como essa avestruz.

Não passe por isso! Verifique a disponibilidade do seu site hoje.

Um bom padrão está entre 99,8% e 99,9% de disponibilidade.

Ainda temos mais 4 dicas para você acertar em cheio a escolha da sua hospedagem!

Mas antes… Se você estiver gostando desse artigo, coloque o seu email abaixo e seja o primeiro a receber novidades e conteúdos exclusivos sobre tecnologia por email.

(sua privacidade garantida, livre de spam)

Fique atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog! >

Dica 7. Estude os métodos de pagamento

pagamentos

Quando coloca a mão no bolso, o negócio fica sério!

A forma de pagamento varia de acordo com o provedor. Tem empresas que permitem o pagamento mensalmente, a cada trimestre, a cada semestre ou a cada ano. Quanto maior o período contratado, geralmente, maior o desconto. Com essas informações em mãos você consegue programar os gastos de acordo com seu faturamento.

Não queremos surpresas! Não é?

Dica 8. Tecnologias suportadas

tecnologia-suportada

Existem uma infinidade de tecnologias para o desenvolvimento de websites (muitas mesmo).
E sua hospedagem deve ser capaz de suportar a tecnologia que será utilizada em seu site. Parece óbvio, mas não é.

Por exemplo:

Se o seu site for construído utilizando o WordPress, sua hospedagem de site deve suportar a linguagem de programação PHP e ainda deverá ter um banco de dados a sua disposição.

Verifique junto ao seu desenvolvedor qual tecnologia será utilizada em seu site para que você não erre na escolha da hospedagem!

E se você for utilizar alguma aplicação específica, mais um motivo para verificar esse quesito!

Dica 9. Latência

latencia

A latência é o tempo de resposta entre seu servidor(hospedagem) e o seu visitante.
Quanto maior a latência, maior é o tempo de resposta de seu servidor e consequentemente maior será o tempo ate seu site começar a carregar.

Não é necessário que o servidor da hospedagem esteja aqui no Brasil, depende do seu negócio e com qual frequência o site é atualizado. Mas seria melhor o servidor estar próximo de seus usuários para ter um menor tempo de carga.

Como muitas hospedagens mantêm seus servidores fora do Brasil,você pode compensar a distância do servidor utilizando uma CDN(Content Delivery Network).

Basicamente uma CDN (espelho) direciona seus visitantes para uma “copia” do seu site que esteja mais próximo deles(diminuindo a latência e aumentando a velocidade).

Por exemplo:

Se uma pessoa do Japão acessa o seu site que está hospedado no Chile, a CDN direciona seu visitante Japonês para o espelho que esteja mais próximo dele. Dessa forma, ele tem acesso rapidamente a uma  cópia do seu site que está bem perto dele.

Em breve nós vamos publicar um artigo ensinando a configurar uma CDN. Cadastre-se  e receba as novidades em primeira mão!

10. Conheça os canais de suporte

suporte

Com internet não se brinca (e nem com o seu dinheiro). Problemas podem acontecer, nos horários mais imprevistos. Por isso, verifique quais são os canais de suporte oferecidos, e se eles estão disponíveis 24 horas por dia e sete dias por semana. Nunca se sabe quando você precisará de uma ajuda.

E se você gosta de ser bem atendido e quer se preocupar apenas com seu negócio…

Considere experimentar os nossos serviços.

 

Relembre as 10 dicas:

  1.  Planeje o seu site;
  2. Mensure o Espaço em disco necessário;
  3. Saiba o tamanho da Largura de banda;
  4. Verifique se existe Limite de tráfego;
  5. Controle sobre o servidor;
  6. Disponibilidade;
  7. Estude os métodos de pagamento;
  8. Tecnologias suportadas;
  9. Verifique a latência;
  10. Conheça os canais de suporte.

Essas dicas acima são tudo (ou quase tudo) o que você precisa levar em consideração antes de escolher sua hospedagem!

Nós mesmos utilizamos essa dicas e tivemos sucesso! E não colocamos nosso dinheiro em qualquer coisa (pode ter certeza).

Se você gostou e conhece alguém que gostaria de ler essas dicas, compartilhe nas redes sociais!

E para finalizar, eu adoraria saber sua opinião nos comentários!

 

Fontes:

http://www.svennerberg.com/2008/12/page-load-times-vs-conversion-rates/
http://viverdeblog.com/otimizacao-de-sites/
http://viverdeblog.com/18-problemas-usabilidade/

Fique atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog! >